Uma Nova Era para o CVG-RJ: Insights e Visões de Edson Calheiros

Em uma entrevista exclusiva, Edson Calheiros, presidente do CVG-RJ, compartilha sua visão transformadora para o futuro da Organização.

Edson Calheiros é uma figura proeminente no setor de seguros, com uma carreira extensa e notável. Atualmente, ele ocupa a posição de presidente do Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG-RJ), uma Instituição dedicada à promoção e ao desenvolvimento do Mercado de Seguros de pessoas no Brasil.

Nesta entrevista exclusiva com a Segbox, parceira de longa data do CVG-RJ, Calheiros compartilha insights profundos sobre sua jornada, os desafios enfrentados durante a transição de presidência, e os princípios que norteiam sua gestão. Ele enfatiza a importância do bem-estar dos colaboradores, a relevância do trabalho em equipe, e discute as transformações tecnológicas que estão remodelando o CVG-RJ e o Mercado de Seguros como um todo.


Segbox: Para você, quais foram os maiores desafios da transição de presidência?


Edson Calheiros: Atualmente estamos em uma fase de retomada, com um foco maior na tecnologia e no suporte aos corretores de seguros. O presidente anterior conduziu com maestria o Clube em um período desafiador, que foi a pandemia e a necessidade de ficar em casa.

Fiquei muito honrado com o convite do Grupo para me candidatar à Presidência. O CVG é uma Instituição com 57 anos de história e desempenha um papel fundamental na disseminação do conhecimento sobre Seguros de pessoas no país.

Durante a transição para minha gestão, desde o início meu objetivo principal era agregar e uma das medidas tomadas foi formar uma chapa única em prol do CVG e sua história. Além disso, busquei sempre conduzir a Instituição focando na participação ativa de todos os membros.



Segbox:  Como você descreveria seu estilo de liderança e a maneira que integrou isso o CVG-RJ?


Edson Calheiros: Sobre liderança, considero um assunto complexo. Não me vejo exatamente como um líder, gosto de me interpretar como um aprendiz que se inspira em grandes líderes que tive o prazer de ter ao longo da vida.


"Minha satisfação como gestor está em ver meus colaboradores progredirem em suas carreiras." Comentou Edson enquanto reforçava a importância de uma gestão participativa e que valoriza os funcionários.


Por isso, minha abordagem de gestão é muito participativa, buscando o desenvolvimento das pessoas ao meu redor. Acredito que a felicidade no trabalho é um processo contínuo e que devemos considerar o bem-estar de nossa equipe sempre. É importante garantir que todos cresçam profissionalmente, o que, por sua vez, nos faz evoluir também. Lembro de uma lição valiosa de um mentor: "A felicidade é uma busca constante, e a sua felicidade depende do desempenho de toda a equipe."

Portanto, digo com facilidade que minha satisfação como gestor está em ver meus colaboradores progredirem em suas carreiras. A gestão participativa é o caminho, pois quando seu colaborador se desenvolve, você também prospera.



Segbox: O CVG-RJ é uma instituição com mais de 50 anos de existência e nesse tempo muita coisa mudou em relação ao Mercado Segurador. Como vocês se adaptam e ficam a par de novas tendências de mercado?


Edson Calheiros: Sou de uma geração que testemunhou a evolução crescente da tecnologia, assistimos ao nascimento dos celulares e dos computadores e isso tudo também chegou no Mercado de Seguros, que vem passando por diversas mudanças nos últimos anos.

Hoje, conseguimos gerar uma proposta de seguro de vida em menos de um minuto usando um celular. Tenho a visão de transformar o CVG em uma instituição centrada no Mercado de Seguros, sem fronteiras e buscamos sempre soluções para que isso seja possível. Um dos meus objetivos é trazer palestrantes de diferentes países, para compartilhar conhecimentos e tendências sobre o Mercado de Seguros local.

Outro lado que ainda é pouco falado é o uso da tecnologia para facilitar o acesso ao Seguro. Venho trabalhando há quase uma década para promover a ideia de Microsseguros no Brasil, Seguros voltados para a população de baixa renda. Essa modalidade de Seguros já é uma realidade em muitos países em desenvolvimento, como a Índia e diversas nações africanas e gostaria muito de expandi-la aqui no Brasil. Além disso, considero o Seguro como uma ferramenta de transformação social, capaz de aprimorar a gestão financeira das famílias e até contribuir para uma distribuição mais justa da riqueza. Essa é uma visão de longo prazo, inspirada na experiência europeia e em nossa relação histórica com o mundo dos Seguros.

Hoje, abraçamos demais a tecnologia e vemos como ela transformou o mercado. O CVG sempre busca evoluir nesse ramo, com novas ideias e aplicações, visando crescimento e inovação.



Segbox: Vocês estão num processo de mudança de identidade visual. Quais foram os principais motivos para essa decisão?


Edson Calheiros: A premissa fundamental que estabelecemos é uma nova estratégia de comunicação por meio de nossas redes sociais. Isso envolve a incorporação de uma abordagem mais tecnológica para destacar que o CVG está sintonizado com as mudanças do Mercado. Temos um um papel diversificado, colaborando tanto com Seguradoras como com Corretores de Seguros, atuando como um elo vital na disseminação de conhecimento e queremos que isso fique claro.

Percebemos alguns desafios em conquistar um público que é mais ativo nas redes sociais, por isso o enfoque também está na importância de atrair essas pessoas, estabelecendo conexões com a geração mais jovem, implicando em uma mudança na cultura organizacional e na identidade visual da empresa.

Tivemos o estalo de que nossa atuação na internet precisa evoluir, passando de meros usuários para protagonistas de ideias e para isso entendemos a necessidade de ter uma identidade coesa e estratégias bem definidas.



Segbox: Quais são os principais projetos do CVG-RJ atualmente?


Edson Calheiros: No momento, estamos trabalhando muito para preparar nosso ambiente para receber pessoas que participarão de nossos cursos e eventos da melhor maneira possível.

O primeiro projeto que queremos lançar tem tudo a ver com isso, que é o nosso evento "Almoço com Seguro". Teremos almoços agradáveis com palestrantes especializados no Mercado de Seguros, abordando as questões atuais que muitos corretores ainda não dominam, como o "Open Insurance", por exemplo.

Além disso, temos uma grande meta de inserir o CVG em uma perspectiva internacional no setor de Seguros, não limitando-se ao âmbito local. O CVG já contribuiu de maneira significativa em diversas partes do Brasil, resultando na criação de diversos CVGs regionais, como o de São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e muitos outros, então por que não avançar ainda mais? A ideia é transformar o CVG em uma instituição internacional.

Venho com a missão de reformular a instituição e promovê-la globalmente. Para que isso seja possível trouxemos um assessor de assuntos internacionais para atuar como uma espécie de elo entre o CVG e a esfera do seguro internacional, facilitando o intercâmbio de ideias. Afinal, é a oportunidade de importar boas práticas de países como Espanha, Portugal e Alemanha para discussão e aplicação no Brasil, e o CVG pode ser pioneiro nessa missão de disseminar grandes ideias.



Segbox: Hoje, como você vê a posição do Corretor no Mercado de Seguros de Pessoas?


Edson Calheiros: Sempre me considerei um segurador e a peculiaridade do segurador é que ele desenvolve o produto e, em seguida, o oferece aos Corretores de Seguros para a venda. Nos últimos anos, busquei inverter essa dinâmica. Me tornei um criador de seguros personalizados, como um segurador. Agora, os Corretores vêm até mim com ideias e necessidades específicas, e juntos avaliamos a viabilidade técnica e financeira.

Essa abordagem aberta a novas ideias nem sempre agrada aos acionistas, que frequentemente pensam principalmente em seus investimentos. No entanto, é fundamental lembrar que o Seguro é um produto social, cuja importância se tornou evidente para mim em um momento doloroso da minha vida, quando perdi meu avô no réveillon de 1999. Foi então que percebi o valor do seguro, quando encontramos um cartão de uma seguradora em sua carteira, ligamos para o número de emergência e tivemos o melhor atendimento possível, tendo suporte a todo momento numa situação tão difícil.

Acredito que o seguro, especialmente o Seguro de Vida, desempenha um papel vital na sociedade ao fornecer proteção e apoio em momentos críticos, contribuindo para uma distribuição mais justa de riqueza e solidariedade entre as pessoas.



Parceria e Progresso: A Sinergia entre Segbox e CVG-RJ

Ao final desta entrevista com Edson Calheiros, fica evidente que o setor de Seguros está em um momento de transformação significativa, impulsionado por líderes visionários como ele.

A parceria entre a Segbox e o CVG-RJ é um reflexo dessa dinâmica, unindo tradição e inovação. E, como um marco dessa união, a Segbox está prestes a lançar o novo site e a identidade visual do CVG. Este é um momento de expectativa e entusiasmo para todos os envolvidos, prometendo não apenas uma nova estética, mas também um compromisso renovado com o avanço no Mercado de Seguros.